AcadêmicosLivros

O desejo do analista

Será que a Psicanálise só tem a oferecer uma espécie de pessimismo hobbesiano, nas discussões que envolvam o tema do amor e do laço social entre os seres humanos na pólis? Não é o que pensa (e demonstra) Paula Ângela de Figueiredo e Paula em seu relevante e oportuno livro “O desejo do analista como o nome de um amor mais digno que a solidariedade social”. Buscando os elementos necessários para sustentar a tese colocada no seu título, a autora inicia seu percurso com um breve, mas necessário capítulo sobre a evolução histórica do capitalismo e suas transformações, lembrando-nos dos conflitos e das desigualdades que foram sendo produzidos e das respostas institucionais que foram criadas, com a intenção de amenizá-los e de se evitar rupturas e transformações sociais mais radicais.

268 páginas.

Previous post

But they have also been misdirected at the national anthem and the nation's flag, giving unintended offense to fellow Am

Next post

This is the most recent story.